A Apple deve inaugurar uma nova classe de iPhones neste ano. De acordo com o analista Jon Prosser, a empresa está desenvolvendo o celular por ora apelidado de iPhone 12 Max. Ele seria baseado no vindouro iPhone 12, porém com especificações mais avançadas. Atualmente já existe o iPhone 11 na versão Pro Max, mas um modelo apenas com “Max” no nome seria uma novidade no portfólio da companhia.

As especificações apontam para tela com tecnologia Super Retina XDR, armazenamento entre 128 GB e 512 GB e sensor LiDAR nas versões Pro. A data de lançamento dos sucessores da linha iPhone 12 permanece em segredo, mas costuma ser em setembro.
O iPhone 12 e o iPhone 12 Max devem contar com tela OLED de 5,4 polegadas e 6,1 polegadas, respectivamente, inclusive com resolução tipo Super Retina. Já o iPhone 12 Pro e o iPhone 12 Pro Max deverão vir com painel OLED Super Retina XDR de 6,1 polegadas e 6,7 polegadas, além de profundidade de cores de 10 bits.
As versões mais simples devem ter construção em alumínio, câmera dupla, memória RAM de 4 GB e armazenamento de 128 GB e 256 GB. Os modelos Pro terão corpo fabricado em aço inoxidável, conjunto fotográfico formado por três câmeras e um sensor 3D LiDAR, 6 GB de memória RAM e uma terceira opção de armazenamento de 512 GB.
Os quatro modelos devem vir equipados com chip A14 e conexão 5G. As versões mais avançadas poderão contar ainda com tela com taxa de atualização de 120 Hz, mas Prosser afirma ainda haver conflitos internos com relação ao assunto.

De acordo com o vazamento, o iPhone 12 de 128 GB deverá chegar ao mercado por US$ 649, equivalente a R$ 3.710 em conversão direta). Faria dele o modelo da Apple mais barato no lançamento em anos, com exceção do recém-apresentado iPhone SE 2.

Para Prosser, a linha deve ser anunciada pela empresa presidida por Tim Cook em setembro, mas o lançamento poderá acontecer mais tarde do que em anos anteriores devido à pandemia do novo coronavírus.

Precisando de suporte para o seu Apple? clique aqui

fonte: Canal TechTudo